Pesquisa de Processos

Número do processo:
17
Nome do processo:
BES/BES-Vida
Data de notificação:
2012-04-11
Data de produção de efeitos:
2012-04-11
Data de decisão:
2012-05-03
Descrição do processo:
A presente operação de concentração, notificada a 11 de abril de 2012, consiste na aquisição pelo Banco Espírito Santo, S.A. ("Grupo BES") do controlo exclusivo sobre a sociedade BES-Vida, Companhia de Seguros, S.A. ("BES-Vida"), mediante a aquisição de 50% do respetivo capital social à Crédit Agricole Assurances, seguradora controlada pelo Crédit Agricole, S.A. ("CASA").

Companhias

Nome:
Banco Espírito Santo, S.A.
Descrição:
é uma empresa sedeada em Portugal e cotada na bolsa de valores de Lisboa que integra e desenvolve, através de diferentes sociedades, as seguintes atividades: (i) banca comercial (banca de retalho, private banking e banca de empresas e institucionais); (ii) banca de investimento; (iii) capital de risco; (iv) crédito especializado; (v) gestão de ativos (fundos de investimento imobiliário, fundos de pensões, gestão de carteiras e fundos de investimento responsável); (vi) seguros; e (vii) a título acessório das suas atividades principais, outras tais como recuperação de créditos, serviços informáticos, gestão de call centers e serviços diversos.
Nome:
BES-Vida, Companhia de Seguros, S.A.
Descrição:
é uma empresa portuguesa controlada pelo CASA que se encontra presente no mercado dos seguros do denominado "Ramo Vida".

Notícias

Data:
2012-04-12
O Banco Espírito Santo, S.A. ("Grupo BES") notifica a aquisição do controlo exclusivo sobre a sociedade BES-Vida, Companhia de Seguros, S.A. ("BES-Vida"), mediante a aquisição de 50% do respetivo capital social à Crédit Agricole Assurances, seguradora controlada pelo Crédit Agricole, S.A. ("CASA").

(publicado no Diário de Notícias e no Diário Económico, de 12 de abril de 2012)

Data:
2012-05-03
O Conselho da Autoridade da Concorrência adotou uma decisão de não oposição na operação de concentração 17/2012 - BES/BES-Vida

Em 3 de maio de 2012, o Conselho da Autoridade da Concorrência, no uso da competência que lhe é conferida pela alínea b) do n.º 1 do artigo 17.º dos Estatutos, aprovados pelo Decreto-Lei n.º 10/2003, de 18 de Janeiro, delibera, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 35.º da Lei da Concorrência, adoptar uma decisão de não oposição à presente operação de concentração, uma vez que a mesma não é susceptível de criar ou reforçar uma posição dominante da qual possam resultar entraves significativos à concorrência efetiva (i) no mercado nacional dos seguros de poupança reforma, (ii) no mercado nacional dos seguros de riscos e rendas, e (iii) no mercado nacional dos seguros de capitalização.

Actividades

  • Seguros de poupança e reforma
  • Seguros de riscos e rendas
  • Seguros de capitalização

Documentos

Título Tipo Data
Decisão pública 1ª fase 03-05-2012