Pesquisa de Processos

Número do processo:
10
Nome do processo:
Fundo Albuquerque*Pathena / ALLGIS
Data de notificação:
2012-03-06
Data de produção de efeitos:
2012-03-06
Data de decisão:
2012-03-29
Descrição do processo:
A presente operação de concentração, notificada a 6 de março de 2012, consiste na aquisição pelo Fundo Albuquerque, FCR ("Fundo Albuquerque") e pela Pathena, SGPS,S.A. ("Pathena"), do controlo conjunto da ALLGIS, SGPS, S.A. ("ALLGIS").

Companhias

Nome:
Fundo Albuquerque, FCR
Descrição:
é um fundo de capital de risco, focado em investimentos em sociedades com elevado potencial de crescimento, gerido pela ECS - Sociedade de Capital de Risco, S.A., sociedade gestora de fundos de capital de risco que também gere o Fundo de Recuperação - FCR;
Nome:
Pathena, SGPS,S.A.
Descrição:
sociedade gestora de participações sociais vocacionada para investimentos no setor das tecnologias de informação;
Nome:
ALLGIS, SGPS, S.A.
Descrição:
sociedade gestora de participações sociais que detém a totalidade do capital social da i2S - Informática Sistemas e Serviços, S.A., a qual, por sua vez, controla as sociedades i2S (Net) - Serviços de Informática, Lda. e i2S Brasil - Informática Sistemas Serviços, Lda., que se dedicam, nomeadamente, à concepção, desenvolvimento e implementação de soluções informáticas, com especial enfoque na atividade seguradora.

Notícias

Data:
2012-03-13
O Fundo Albuquerque, FCR ("Fundo Albuquerque") e a Pathena, SGPS,S.A. ("Pathena"), notificam a aquisição do controlo conjunto da ALLGIS, SGPS, S.A. ("ALLGIS").

(publicado Aviso no Diário de Notícias e no Diário Económico, de 13 de março de 2012)

Data:
2012-03-29
O Conselho da Autoridade da Concorrência adotou uma decisão de não oposição na operação de concentração 10/2012 - Fundo Albuquerque*Pathena/ALLGIS

Em 29 de março de 2012, o Conselho da Autoridade da Concorrência, no uso da competência que lhe é conferida pela alínea b) do n.º 1 do artigo 17.º dos Estatutos, aprovados pelo Decreto-Lei n.º 10/2003, de 18 de Janeiro, delibera, nos termos da alínea b) do n.º 1 do artigo 35.º da Lei da Concorrência, adotar uma decisão de não oposição à presente operação de concentração, uma vez que a mesma não é suscetível de criar ou reforçar uma posição dominante da qual possam resultar entraves significativos à concorrência efetiva no mercado das tecnologias de informação, no território nacional.

Actividades

  • Tecnologias de informação

Documentos

Título Tipo Data
Decisão pública 1ª fase 2012-03-29